América do Sul pronta para cassino online regulamentado

Com mais e mais operadores identificando a América do Sul como um mercado emergente importante e com uma grande demanda de opções de cassino online entre jogadores, a região está cheia de potencial. Entretanto, a falta de mercados regulamentados está impedindo os investidores.

Isso significa que as possibilidades da região permanecem não exploradas, mesmo se os jogadores tiverem acesso a cassinos online e apostas esportivas.

Um mercado potencialmente enorme

Isso não quer dizer que os países que fazem parte da América do Sul ignoraram as apostas online por completo, pois este não é o caso. Alguns pelo menos reconhecem que os jogadores jogam e apostas online, enquanto outros não proíbem. Alguns países, como o Brasil, começaram o processo de investigar a possibilidade de legalizá-lo.

Isso quer dizer que ninguém adotou a indústria de cassino online ao apresentar um quadro regulatório e ao estabelecer um regulamentador com o poder de emitir as relevantes licenças da forma que a Colômbia fez. Ao fazer isso, os legisladores do país demonstraram ser inteligentes. É hora dos outros países se mexerem, pois o potencial de um mercado com mais de 300 milhões de pessoas com mais de 18 anos (correspondendo cerca de 3/4 da população do continente) não pode ser ignorado.

Milhões já jogam

As possibilidades de um mercado de cassino online completamente regulamentado da América do Sul não serão tão fáceis assim. Como as apostas online são permitidas em diversos países no continente, é possível obter uma ideia do quanto está ocorrendo, sejam os mercados regulamentados ou não.

De acordo com relatórios, 2017 viu a receita do mercado de jogos da América do Sul saltar para US$ 1,9 bilhão. Em 2019, a receita pulou para US$ 2,5 bilhões. Os jogos móveis geraram US$ 2 bilhões.

Permitir que os jogadores apostem online é só parte da equação. Ao não regulamentarem completamente seus mercados de cassino online e apostas esportivas, os governos estão expondo os jogadores a diversos riscos. Tais governos também estão perdendo em investimentos que as operadoras fariam se houvesse leis para proteger as empresas e os jogadores.

Modelo colombiano teve sucesso

As apostas online têm sido legais na Colômbia desde 2016. O governo fundou a Coljuegos, que é a autoridade de regulamentação e licenciamento. A Coljuegos emitiu diversas licenças para operadores, permitindo que eles ofereçam serviços de jogos aos locais e turistas.

Graças à autoridade de cassino online, os jogadores sabem onde podem jogar caça-níqueis e jogos de mesa legalmente e com segurança, e os cassinos operam de forma transparente e justa. A autoridade também trabalha com a polícia para impedir o jogo e apostas ilegais.

Postado por Joel Howell 07 Jan 2021 | Última atualização 01 Dec 2020